Whindersson Nunes escolheu o pior jeito para explicar que não é mais homofóbico

Depois da péssima repercussão do tuíte racista do Júlio Cocielo sobre o jogador Mbappé, vários influenciadores digitais resolveram se pronunciar sobre coisas comprometedoras que já postaram nas redes sociais.

Alguns inclusive defenderam que postagens antigas não representam o que eles pensam hoje, tentando acalmar os ânimos após Cocielo perder patrocínios no seu canal e apagar mais de 50 mil tuítes.

Reprodução/Twitter

Alguns inclusive defenderam que postagens antigas não representam o que eles pensam hoje, tentando acalmar os ânimos após Cocielo perder patrocínios no seu canal e apagar mais de 50 mil tuítes.

Foi neste contexto que o youtuber Whindersson Nunes resolveu falar sobre tuítes antigos seus e sobre não ser mais homofóbico.

O comediante, que tem mais de 30 milhões de inscritos no seu canal no YouTube, assumiu que "nem gostava de gay" no passado, mas que as coisas mudaram.

Reprodução/Twitter

O comediante, que tem mais de 30 milhões de inscritos no seu canal no YouTube, assumiu que “nem gostava de gay” no passado, mas que as coisas mudaram.

Isso porque, os tuítes antigos do comediante incluem declarações como esta aqui:

Reprodução/Twitter / Via revistaforum.com.br

Só que a “confissão” do Whindersson não convenceu alguns seguidores, que rapidamente perceberam a semelhança do seu discurso com uma velha desculpa do “tenho amigos que são”.

Apesar de receber apoio de muitos fãs, as críticas reforçam que ter amigos gays não exime alguém de opiniões e comportamentos homofóbicos, como aqueles que o Whindersson confessou.

Reprodução/Twitter

Apesar de receber apoio de muitos fãs, as críticas reforçam que ter amigos gays não exime alguém de opiniões e comportamentos homofóbicos, como aqueles que o Whindersson confessou.

Outros seguidores questionaram por que o youtuber se referiu ao amigo gay como “madrinha” do seu casamento e o que ele queria dizer com isso.

Vamos combinar que esta não foi a melhor forma de explicar que não é mais homofóbico.

Reprodução/Twitter

Vamos combinar que esta não foi a melhor forma de explicar que não é mais homofóbico.

Enquanto outros ainda apontaram uma estratégia do comediante para se blindar dos seus tuítes antigos, após o backlash sofrido pelo Júlio Cocielo.

Aquele velho "cy na mão", comentaram alguns seguidores.
Compartilhe isso:

Recommended For You

About the Author: Terra Potiguar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Roda pé
%d blogueiros gostam disto: