Veja como é a descida do brinquedo Vainkará, onde morreu turista

Atração do Beach Park foi inaugurada no sábado com presença de famosos

Um turista de Sorocaba (SP) morreu na segunda-feira (16) ao cair de um brinquedo no Beach Park, em Fortaleza. O radialista Ricardo José Hilário Silva estava em uma boia com mais três pessoas no Vainkará, atração inaugurada no final de semana. Os quatro caíram dentro do brinquedo – Ricardo bateu a cabeça na estrutura e morreu ainda no local. Os outros três ficaram feridos.

Com 29,5 metros de altura, o brinquedo tem 159 metros de comprimento e leva quatro pessoas por boia, segundo a organização do parque – o peso não pode ultrapassar 320 kg. O trajeto todo dura de 30 a 40 segundos. A orientação dada a quem vai curtir o brinquedo é se segurar nas alças da boia. A atração tem duas rampas que fazem as boias e ficarem praticamente na vertical. Na primeira queda, a boia encontra uma onda de 11 metros de altura. Desce então em velocidade e encontra uma segunda onda, terminando então na piscina. A sensação prometida é de gravidade zero.

Veja um mostrando como é o Vainkará:

Anunciado em março deste ano, o Vainkará é a 19ª atração do Complexo Turístico Beach Park e foi inaugurada na manhã do sábado (14) com a presença de vários famosos.

O humorista Ceará foi o mestre de cerimônias do evento. Entre os artistas convidados, estiveram presentes os atores Romulo Estrela, Sérgio Malheiros, Mariana Ximenes e Sophia Abraão, a cantora Larissa Manoela e o humorista Whinderson Nunes.

(Foto: Reprodução)

Acidente e desespero
“Foi um desespero muito grande. A gente tentou ajudar como podia. A minha namorada sofreu uma pancada forte no peito e no braço, ainda está ruim para ela respirar”, explicou em entrevista ao G1 Mateus Sena, que estava na boia ao lado do radialista, da namorada, Michele Laverde, e de outro turista, Tarcísio Pontes. Ele contou ainda que estava se sentindo inseguro nos brinquedos. “A gente foi antes no Vaikuntudo. O primeiro foi um risco além do normal. A gente já tinha percebido que era bem perigoso, muita adrenalina. Depois fomos no Vainkará e a gente já estava com uma grande sensação de tensão, porque os outros brinquedos são bem arriscados”, diz.

Segundo Mateus, Ricardo estava sozinho e na entrada do brinquedo pediu para compartilhar a boia com o grupo. Ele reclama do tratamento recebido após o acidente. “Eles deram um suporte primeiro para o Ricardo, que estava mais grave, mas nós que tínhamos condições de andar fomos humilhados, sem atendimento. A família dele, que desceu logo em seguida, ficou mais de 30 minutos sem notícias”, afirma.

Em nota, o Beach Park lamentou a morte do turista. “A equipe de segurança aquática realizou o atendimento de forma imediata, mas infelizmente o visitante foi a óbito. O Beach Park lamenta profundamente o ocorrido e está dando todo o apoio, suporte e atenção para a família”. A Delegacia Metropolitana do Eusébio e da Delegacia de Proteção ao Turista (Deprotur) de Fortaleza investiga o caso.

Compartilhe isso:

Recommended For You

About the Author: Terra Potiguar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Roda pé
%d blogueiros gostam disto: