RN negocia aquisição da vacina Coronavac com Governo de São Paulo

O Rio Grande do Norte é o 10º estado em busca da Coronavac, vacina contra a covid-19 desenvolvida pelo laboratório Sinovac e que tem parceria do Instituto Butantan, de São Paulo. A informação foi confirmada pelo Governo do Estado nesta terça-feira (8), após a governadora Fátima Bezerra (PT) conversar com o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), durante Fórum dos Governadores no Ministério da Saúde, em Brasília.

Mais cedo, o Executivo potiguar, através de nota, negou o interesse em conseguir a vacina chinesa diretamente com o Governo de São Paulo. Na nota, o Governo ressalta que a escolha de aguardar o anúncio do Plano Nacional de Imunização e não fazer seu próprio plano “é fundamental para garantir a vacinação em todo o território, visto que é urgente que os processos de avaliação para o uso emergencial de vacinas contra a Covid-19, a logística de aquisição de insumos, o sistema de informações, a definição das estratégias de monitoramento e avaliação da campanha e, principalmente, a aquisição das vacinas estejam sob a coordenação do Ministério da Saúde, responsável pelo PNI, como medida para garantir a equidade entre os entes subnacionais”.

Porém, ainda nesta manhã, a assessoria de imprensa do Governo do Estado confirmou que Fátima conversou com Dória e que representante do Rio Grande do Norte deverá ir a São Paulo nos próximos dias para discutir o assunto com o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas. O Governo paulista disse que pretende começar a imunizar a população em 25 de janeiro de 2021 e que a vacina não será exclusiva para os paulistas.

Além do Rio Grande do Norte, demonstraram interesse na vacina e entraram em contato com o Governo paulista representantes dos governos do Rio Grande do Sul, Acre, Pernambuco, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Paraíba e também de estados governados por rivais históricos do PSDB, partido do governador João Dória: Maranhão (governado por Flávio Dino, do PCdoB), Ceará (Camilo Santana, PT), e Bahia (Rui Costa).

Segundo o Governo de São Paulo, é possível que 4 milhões de doses sejam vendidas aos demais estados para que ocorra a imunização de grupos prioritários, inicialmente, já no início do ano que vem.
Compartilhe isso:

Recommended For You

About the Author: Terra Potiguar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Roda pé
%d blogueiros gostam disto: