Protesto: Mica de Luz

Familiares e amigos da barbeira Micaela Ferreira Avelino, de 26 anos, morta há um ano em um assalto em Nova Parnamirim, na Grande Natal, se reuniram em protesto nesta sexta-feira (13) para pedir paz. Com cartazes e fotos de Mica, como a moça era conhecida, eles se reuniram no local em que ela foi baleada, no cruzamento entre as avenidas Abel Cabral e Ayrton Senna.

Mica Ferreira morreu no dia 13 de julho de 2017, Hospital Walfredo Gurgel, depois de ser atingida por um tiro na cabeça durante um ataque a carro-forte próximo à barbearia em que ela trabalhava, que ficava dentro de um shopping.

De acordo com o Comando do Policiamento Metropolitano da Polícia Militar, os assaltantes estavam em um veículo modelo Duster. Eles entraram em um shopping na esquina da Abel Cabral com a avenida Ayrton Senna e ficaram aguardando a chegada dos vigilantes com os malotes.

Quando os vigilantes chegaram, os criminosos pegaram pessoas como reféns. Um deles saiu com Mica como refém de dentro da barbearia e então, na troca de tiros, os dois foram baleados.

Familiares de Micaela contaram que a jovem havia mudado para o shopping recentemente, pois tinha sido alvo de assaltantes no antigo ponto. No protesto desta sexta (13), os parentes e amigos lembraram da garota e, em nome dela, pediram paz para o Rio Grande do Norte.

Micaela Ferreira foi feita como refém por bandido e acabou sendo baleada na cabeça. (Foto: Reprodução / Instagram)

Micaela Ferreira foi feita como refém por bandido e acabou sendo baleada na cabeça. (Foto: Reprodução / Instagram)

 

POR G1

(Foto: Clayton Carvalho/Inter TV Cabugi)

Compartilhe isso:

Recommended For You

About the Author: Terra Potiguar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Roda pé
%d blogueiros gostam disto: