iPhone e Galaxy dominam ranking de celulares usados; preço cai até 67%

Um produto de cinco anos atrás aparece em primeiro lugar na lista de celulares usados mais vendidos do país: o iPhone 5S ainda permeia o imaginário popular. Opção da Apple, ele sai a R$ 629 quando comprado seminovo na internet. A empresa da maçã figura no top 3 também com o iPhone 6 seminovo, lançamento de 2014 cujo valor atual está na casa dos R$ 1.079. As informações são de um levantamento exclusivo feito pela Trocafone a pedido do TechTudo.

O pódio fica completo com o Galaxy J5, da Samsung. Os responsáveis pelo estudo indicam economia de até 67% quando o consumidor opta por comprar smartphone usado em vez de um novo, diretamente no varejo tradicional ou na loja oficial da fabricante. Confira na tabela a seguir. Os dados são referentes a junho.

Celulares usados: ranking dos mais vendidos

Posição Modelo Preço novo (R$) Preço usado (R$) Economia
1 iPhone 5S (16 GB) 1.300 629 52%
2 iPhone 6 (16 GB) 3.300 1.079 67%
3 Galaxy J5 (16 GB) 729 399 45%
4 Galaxy S7 (32 GB) 1.599 1.009 37%
5 Galaxy S7 Edge (32 GB) 1.889 1.249 34%
6 iPhone 6 (64 GB) 3.499 1.259 64%
7 Galaxy J7 899 499 44%
8 Galaxy S6 1.119 669 40%
9 Galaxy S8 2.519 1.839 27%
10 Galaxy S8 Plus 2.899 2.009 31%

Compra e venda de celular usado: dicas para fechar um bom negócio

Apesar da diversidade de empresas operando no país, só aparecem telefones da Apple e da Samsung no ranking com os dez produtos que mais venderam ao longo do período. Normalmente são telefones com 16 GB ou 32 GB de armazenamento, a despeito de, hoje em dia, ser recomendável buscar mais espaço para guardar os arquivos, fotos, vídeos etc.

O número um da lista possui visual antiquado, que posteriormente foi atualizado pela empresa da maçã. O iPhone 5S traz como principais destaques o sensor de biometria que traz mais segurança e a câmera de boa qualidade. Numa conferência realizada em junho, a Apple garantiu que o smartphone ficará mais rápido com o iOS 12, cuja atualização está prevista para setembro.

Galaxy S7 e S7 Edge foram anunciados em 2016; dois anos depois, modelos aparecem na lista de usados mais vendidos (Foto: Elson de Souza/TechTudo)

Galaxy S7 e S7 Edge foram anunciados em 2016; dois anos depois, modelos aparecem na lista de usados mais vendidos (Foto: Elson de Souza/TechTudo)

Outro produto poderoso do passado, o Galaxy S7 continua sendo uma opção para quem busca excelente desempenho sem pagar os preços atuais. O modelo pode entrar na água e oferece tela com a elevada resolução QuadHD+ (2560 x 1440 pixels),

O mercado de smartphones reagiu depois de dois anos de queda. No ano passado, foram comercializados 47,7 milhões de aparelhos, de acordo com a empresa de pesquisa IDC. Já os modelos usados, que não entram nesta conta, têm espaço para crescer: a Trocafone vendeu 300 mil unidades assim também no ano passado e a e meta é dobrar o total ao longo de 2018.

Preço depende do estado do celular; ele pode estar bom, muito bom ou excelente (Foto: Reprodução)

Preço depende do estado do celular; ele pode estar bom, muito bom ou excelente (Foto: Reprodução)

Consumidores dispostos a pegar um telefone usado devem prestar atenção a alguns fatores. O principal deles é a descrição do produto, pois ali estão os detalhes sobre a condição estética e sobre o funcionamento do dispositivo. Na Trocafone, por exemplo, há produtos em estado “bom”, “muito bom” e “excelente”. A página não traz fotos do smartphone, mas explica quais são os sinais de uso, como arranhões, riscos e partes amassadas.

A empresa explica que os dispositivos são comprados de outros consumidores. Depois da chegada ao centro técnico, reparos são feitos antes de colocar o telefone de volta no mercado – chamado de recompra. A Trocafone e outras companhias do setor oferecem três meses de garantia.

Com informações: Valor Econômico

Artes e fotos: TECH TUDO

Compartilhe isso:

Recommended For You

About the Author: Terra Potiguar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Roda pé
%d blogueiros gostam disto: