Fundador do WikiLeaks, Julian Assange é preso na embaixada do Equador em Londres

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, 47, foi preso pela polícia britânica na manhã desta quinta-feira (11) na embaixada do Equador, em Londres, no Reino Unido, a pedido dos Estados Unidos. Ele estava asilado no local desde 2012.

Assange e o Wikileaks foram responsáveis por um enorme vazamento de documentos confidenciais do governo dos EUA em 2010. Em 2012, Assange se refugiou na embaixada do Equador em Londres.

Procuradores dos Estados Unidos disseram que Assange está sendo processado por conspiração e por tentar invadir um computador do governo dos Estados Unidos que guardava informações confidenciais, num caso que envolveu também a ex-analista de inteligência do Exército Chelsea Manning.

Manning, presa em 2010, foi condenada a 35 anos de prisão por vazar documentos ao Wikileaks, mas teve a pena reduzida por decisão do então presidente Barack Obama e foi solta em 2017.

O Departamento de Justiça dos EUA informou que Assange pode ser condenado a no máximo cinco anos de prisão.

O governo britânico explicou que a decisão de atender ou não ao pedido dos EUA será tomada por um juiz da corte de Westminster, que levará em conta se o réu está sendo processado apenas por suas posições politicas, o tempo desde a realização dos crimes e a condição de saúde dele, entre outros fatores.

Alan Duncan, ministro britânico do Exterior, afirmou que Assange não será extraditado aos EUA se houver a possibilidade de ele ser condenado à pena de morte. “É nossa política em todas as circunstâncias, então isso se aplica igualmente a Assange. Ele não será extraditado se tiver de encarar a pena de morte”.

Em novembro, o Wikileaks apontou que Assange estava sendo processado de forma secreta pelos Estados Unidos. O governo norte-americano não confirmou a informação na época.

Assange foi levado para uma delegacia do centro de Londres, onde aguarda a realização de uma audiência. Um vídeo divulgado pela agência estatal russa RT mostra o momento da prisão.

Compartilhe isso:

Recommended For You

About the Author: Terra Potiguar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 2 =

%d blogueiros gostam disto: