Fátima não paga Cooperativa de médicos e procedimentos de alta e média complexidade em hospitais do RN estão paralisados!

Os procedimentos de alta e média complexidade efetuados por profissionais ligados à Cooperativa Médica do Rio Grande do Norte (Coopmed) estão paralisadas em unidades de saúde do estado. De acordo com a cooperativa, são 156 profissionais que suspenderam as atividades em protesto a falta de pagamento para a atuação pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em unidades privadas que possuem convênio com a administração pública estadual.

Atualmente os médicos atuam no Hospital do Coração, Hospital Infantil Varela Santiago, Instituto do Coração de Natal (Incor), Prontoclínica Doutor Paulo Gurgel, Clínica Ortopédica de Natal, Hospital Memorial e na Liga Norte-rio-grandense contra o Câncer. A cooperativa afirma que os médicos só recebem pacientes críticos, isso porque o último pagamento recebido pelo Governo do Estado foi em dezembro do ano passado, ainda na administração do governador Robinson Faria.
A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgou nota afirmando que monitora, juntamente com a Secretaria de Saúde de Natal, o processo assistencial da ortopedia do Estado no que se refere aos contratos com hospitais privados. O documento ainda salienta que será realizada na tarde de hoje uma reunião entre administração pública e a cooperativa para “equacionar a parte de responsabilidade financeira que cabe ao Governo”.
Compartilhe isso:

Recommended For You

About the Author: Terra Potiguar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 5 =

%d blogueiros gostam disto: