Espetáculo sobre Câmara Cascudo chega ao sertão

Após o sucesso da primeira etapa do projeto “Estação Cascudo – Sertão Criança”, realizada no primeiro semestre, levando espetáculos infantis, palestras e oficinas sobre a obra de Câmara Cascudo para cinco cidades do interior do RN, o Grupo Estação de Teatro retoma as atividades do projeto. O grupo escolheu o mês de agosto, em que se comemora a cultura popular, para voltar às cidades de Caraúbas, Umarizal, São Paulo do Potengi, Santa Cruz e Acari com o espetáculo “Quintal de Luís” – inspirado na vida e obra do folclorista Câmara Cascudo. As apresentações serão gratuitas  e abertas a toda comunidade.
Grupo Estação decidiu promover interiorização de seu trabalho
Grupo Estação decidiu promover interiorização de seu trabalho
O projeto nasceu do entendimento do Grupo sobre a importância de promover uma interiorização das atividades artísticas desenvolvidas no Tecesol, em Natal, criando um vínculo e uma história com outras cidades do Rio Grande do Norte e abrangendo outras regiões. Após a primeira etapa em que professores e alunos tiveram o primeiro contato com a obra Luís da Câmara Cascudo, a segunda etapa – com a apresentação do espetáculo “Quintal de Luís” – vem coroar a homenagem do Grupo a este grande expoente da nossa cultura, no ano em que ele completaria 120 anos.
O projeto “Estação Cascudo – Sertão Criança” tem patrocínio da Cosern através da Lei Estadual Câmara Cascudo e do Governo do Estado do Rio Grande do Norte. Produção da Bobox Produções e realização do Grupo Estação de Teatro.
Sobre o espetáculo Quintal de Luís
No “Quintal de Luís”, Luís da Câmara Cascudo, o intelectual natalense de maior expressão nacional, ganha contornos lúdicos em uma arena teatral de encontros entre suas memórias e delírios, sua obra e pensamento. Seis brincantes contam, a partir de uma profusão de imagens, afetos e lembranças, os últimos momentos de um velho Cascudo repousado em seu leito de morte, onde nosso protagonista se propõe a peregrinar ao redor de si. Neste delírio último, do tamanho de um palco em forma de arena, um juízo inquisidor e febril se instauram. Criaturas que povoaram toda uma existência, fictícias ou verdadeiras, se apresentam como depoentes nesse tribunal da própria memória.
Desde a sua estreia em 2014, o espetáculo de vibrante e popular, concebido para espaços abertos como a rua, pátios e praças, com seu forte potencial visual e musical, irá pela primeira vez adentrar novos quintais do interior do estado, compartilhando com cada lugar um espetáculo cênico inspirado num dos maiores expoentes da cultura potiguar.
Compartilhe isso:

Recommended For You

About the Author: Terra Potiguar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Roda pé
%d blogueiros gostam disto: