Cade aprova compra de operações do Walmart no Brasil pela Advent

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou avenda das operações brasileiras do grupo de varejo norte-americano Walmart para a empresa de investimentos Advent sem impor restrições, segundo despacho publicado no Diário Oficial da União nesta sexta-feira (22).

A operação foi anunciada no início do mês. O Walmart acertou a venda de 80% de suas operações no Brasil para um fundo da Advent, registrando no segundo trimestre uma perda líquida não caixa de cerca de US$ 4,5 bilhões.

Em parecer, o Cade afirmou que com a aquisição de 80% do Walmart Brasil, a Advent terá “sobreposições horizontais apenas parciais ou integrações verticais” em relação às atividades da rede de varejo norte-americana. A Advent tem participação no varejo do país em uma série de redes, incluindo Restoque, de moda de alto padrão, e IMC, de restaurantes.

Patrice Etlin, sócio-diretor da Advent no Brasil, disse a jornalistas no anúncio do acordo com o Walmart que o grupo investirá bilhões de reais nos próximos dois anos nas operações da rede de supermercados e que espera converter hipermercados não lucrativos em lojas de atacarejo.

Atuação das empresas

A Advent International informou que tem experiência de investimentos no varejo tanto no Brasil quanto internacionalmente e que desde a inauguração do escritório em São Paulo em 1997 o fundo já investiu em mais de 30 empresas brasileiras de diversos setores. No Brasil, a Advent tem participações na Dufry, Quero-Quero, Allied, IMC, Fortbras, Estácio, Easyinvest e Restoque. A empresa vendeu sua participação no Grupo Fleury em 2017.

O fundo concentra investimentos em cinco setores principais: negócios e serviços financeiros; saúde; indústria; varejo, consumo e lazer; tecnologia, mídia e telecomunicações. Em nível mundial, nos últimos 28 anos, a Advent realizou 40 investimentos no segmento de varejo em 14 países.

Com presença no Brasil há 22 anos, o Walmart Brasil possui atualmente 438 lojas em 18 estados, com 55 mil funcionários. Em 2017, as vendas totais da empresa somaram mais de R$ 25 bilhões.

3º maior varejista no Brasil

Segundo a Euromonitor International, provedora global de inteligência estratégica de mercado, o Walmart era o maior varejista do mundo em 2017, com 3,3% de participação no mercado global, na frente da Amazon (2,4%) e Alibaba (1,3%).

No Brasil, o Walmart era o 3º maior varejista, com 2,6% de participação de mercado em 2017, atrás do Grupo Pão de Açúcar (6,4%) e Carrefour (3,1%).

O Brasil é o 7º maior mercado do Walmart, correspondendo a cerca de 2% das vendas globais da empresa em 2017, ficando atrás dos EUA, Reino Unido, México, Canadá, China e Japão.

Tim Barrets, analista sênior da Euromonitor International, diz que o Walmart esteve presente em 28 mercados internacionais sob 59 bandeiras diferentes em 2016, uma abrangência global excepcionalmente ampla. Apenas o Carrefour chegou perto desse tipo de escala internacional para um varejista de produtos alimentícios.

“No entanto, apesar da importância de novos mercados, os EUA continuam sendo a prioridade estratégica da empresa, dada a concorrência que enfrentam e sua capacidade de gerar crescimento continuamente, apesar de sua escala maciça”, observou.

Ranking do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (Ibevar) mostrou que o Walmart ficou em 3º lugar no ranking das maiores empresas do varejo brasileiro, que levou em conta o faturamento de 2016, ficando atrás do Carrefour e Grupo Pão de Açúcar.

Compartilhe isso:

Recommended For You

About the Author: Terra Potiguar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Roda pé
%d blogueiros gostam disto: